São Pedro abre 6ª edição do Festival do Vinho Colonial

 

Com o objetivo de preservar a identidade e a maneira tradicional da produção de vinho, e difundir as tradições culturais das famílias de imigrantes italianos que chegaram à Serra Gaúcha, o “Festival do Vinho Colonial – Gastronomia, Vinho e Alegria!” chega a sua 6ª edição. O evento, que é divido em quatros encontros, tem sua primeira confraternização no dia 21 de julho, às 19h30, no Salão Comunitário do distrito de São Pedro. A estimativa é reunir cerca de 450 pessoas.

Em virtude disso, na manhã desta terça-feira, 10, as variedades dos vinhos que integrarão o evento foram avaliadas por técnicos da Emater e Embrapa. Foram degustadas 31 amostras provindas de oito produtores da região. De acordo com o chefe de escritório da Emater/RS de Bento Gonçalves, Thompson Didoné, “a avaliação dos vinhos foi baseada em parâmetros pré-estabelecidos, e a classificação das amostras que serão expostas no Festival, não foi em forma de pontuação, mas sim, no atendimento a todos os critérios”. Das 31, apenas cinco não foram classificadas.

O secretário adjunto de Agricultura, João Carlos da Silva, acompanhou o encontro que ocorreu na Sociedade Educativa e Cultural São José, localizada no distrito de São Pedro, e enfatizou o benefício do evento para a comunidade. “O Festival é muito importante, pois agrega valor cultural dentro do trabalho que é desenvolvido na cadeia da uva e do vinho, e com isso, geramos renda para o produtor. Dentro disso, trabalhamos em parceria com a Emater, Embrapa e Instituto Federal, para incentivar e qualificar os produtores, que ensinam técnicas de plantio e produção de videiras, bem como a elaboração de vinhos e novas tecnologias oferecidas. Estamos enaltecendo um produto que é feito aqui na nossa região e que é atrativo turístico do nosso Município”.

Cristian Lerin, um dos produtores que irá expor no evento, salienta a importância do Festival para a comunidade. “Mais do que divulgar o vinho em si, acabamos divulgando uma tradição da região, pois Bento sempre foi conhecida pela produção de vinhos. Estamos criando uma identidade cultural do Município, valorizando o que é produzido aqui. O vinho colonial tem uma grande procura dentro do público daqui e de fora também, pois muitos turistas apreciam e buscam pela compra do produto. Hoje, a qualidade do vinho aumentou muito com essa ajuda que as entidades estão dando pra nós”, enfatizou.

Vanios Foresti, que também será um expositor, complementa que “a situação de plantar as uvas e vender direto para as vinícolas, mudou consideravelmente. Com a produção do vinho estamos agregando mais valor em cima do produto inicial que a gente trabalha. Antes, os vinhos coloniais eram vistos como vinhos não muito bons, hoje se assemelham aos das grandes vinícolas”.

Ambos os produtores, Lerin e Foresti, possuem agroindústrias familiares: Casa Lerin e Vinhos Foresti, respectivamente. As cantinas são beneficiadas pelo projeto piloto do Vinho Colonial desenvolvido com apoio da Prefeitura e entidades, e estão aguardando a licença do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para sua legalização. Com a regularização, será permitida a comercialização dentro das propriedades, feiras, cooperativas e associações de produtores, com a utilização apenas o talão de produtor rural para emissão de notas.

O 6º Festival Nacional do Vinho Colonial é realizado por 33 famílias das localidades de Faria Lemos, Vale dos Vinhedos e Tuiuty e conta com o apoio das secretarias municipais de Turismo e de Desenvolvimento da Agricultura, Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria – Região Uva e Vinho (SEGH), Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Bento Gonçalves, Embrapa e Emater.

Também participaram do evento, o analista, João Carlos Taffarel e o técnico Raul Ben da Empraba, a extensionista Social da Emater, Maria de Lourdes Pancotte, e demais produtores.

 

Programação:
Data: 21/07
Horário: 19h30
Local: Salão Comunitário de São Pedro
Informações: Gilmar De Toni (54) 99944-2865; Emater: (54) 3452-2289

Data: 04/08
Horário: 19h30
Local: Salão da Comunidade da Linha Paulina de Faria Lemos
Informações: Leandro Moro (54) 99146-5623; Anderson Buffon (54) 99931-3748; Dílson Locatelli (54) 99183-6341; Emater (54) 3452-2289

Data: 01/09
Horário: 19h30
Local: Salão da Comunidade 8 da Graciema – Vale dos Vinhedos
Informações: Carlos Batistelo (54) 99911-1213; José Milani (54) 99959-9930; Roque Lazzarotto (54) 99989-1122; Emater (54) 3452-2289

Data: 28/09
Horário: 19h30
Local: Salão Comunitário de São Valentim – Tuiuty
Informações: Vinícius Cainelli (54) 9999-1187 – EMATER (54) 3452-2289

 

Assessoria de Comunicação Social
Fotos: Laura Kirchhof

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *