Bento Gonçalves acolhe rebento da videira mais antiga do mundo

A videira mais antiga do mundo já tem um lugar em Bento Gonçalves. O Instituto R. Dal Pizzol e a Fundaparque receberam nesta quarta-feira, 26, os rebentos vindos de Maribor, na Eslovênia.

No Vinhedo do Mundo no Ecomuseu da Dal Pizzol Vinhos Finos são cultivadas mais de 400 variedades de diversos países do mundo. O presidente do Instituto, Rinaldo Dal Pizzol afirmou que “da mesma forma que a videira, a paisagem do vinhedo também virou um atrativo turístico e um produto cultural”. E completa: “A partir deste momento a distância entre Bento Gonçalves e Maribor fica muito pequena. Essa é uma mensagem de gratidão e solidariedade entre os povos”.

Com cerca de 500 anos, a videira de uma variedade eslovena, Modra kavcina (autóctone), cultivará uva para vinho e Dal Pizzol garantiu que o novo local irá permitir a tradição. “Aqui o material foi submetido aos procedimentos de enxertia de mesa e vegetação por um viveirista, que, com muita competência e dedicação, levou a bom êxito a missão de preservar e estender a vida da vinha velha de Maribor”, salientou.

Para o presidente da Fundaparque, Sílvio Sandrin, “é um orgulho e uma satisfação receber, de forma simbólica, um pedaço da Eslovênia e dessa riqueza que é a videira velha”. A Fundaparque abrigou, há 50 anos, a primeira Festa Nacional do Vinho, consolidando o Município como a Capital do Vinho.

A conselheira Econômica da Embaixada da Eslovênia no Brasil, Suzana Pendic, o embaixador da Itália, Antonio Bernardini, e o diretor da Milanez & Milaneze Grupo Veronnafiere, Alberto Piz, agradeceram a acolhida de Bento Gonçalves e o estreitamento de laços entre os dois países.

“Essa muda tão pequena carrega uma história de 500 anos, é um orgulho que nossa cidade possa receber este importante exemplar”, destacou o prefeito Guilherme Pasin.

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura
 Fotos: Franciele Gonçalves

Deixe uma resposta