“Tributo a Gaita de Nossa Terra” é lançado no município

Na última semana, Bento Gonçalves conheceu o clipe “Império dos parreirais”. Divulgado nas redes sociais, o clipe faz parte do projeto “Tributo a Gaita de Nossa Terra”, de Betto Malheiros, que foi contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura. Em cena, o clipe mostrou as tradições, as virtudes e a alegria do povo bento-gonçalvense, bem como, a face autoral e o início da carreira solo de Malheiros.

Para o artista, morar em Bento Gonçalves é estar imerso em histórias, sons, sotaques e timbres. Trabalhando como músico desde os 12 anos, teve contato com diversos instrumentos, mas foi com o timbre do acordeon da marca Todeschini que conquistou o coração e a alma de Malheiros. Natural de Panambi, essa paixão o trouxe para Bento Gonçalves para descobrir a fábrica que produziu seu instrumento musical da vida.

Por meio do projeto, pôde gravar depoimentos de antigos funcionários, preservando a vivência humana do modo de fazer de uma gaita. Nesse aspecto, tem-se um registro de um bem imaterial cultural, aonde os depoimentos sobre a história da fabricação da gaita, de sua importância para o desenvolvimento para a cidade, dos famosos cantores e compositores que vieram até a fábrica para encomendar o seu instrumento, são evocados e permitem um passeio pelo cenário urbano da época. 

“Acredito que é importante para a nossa cultural local, assim como para a regional e brasileira, ter o registro em vídeo de uma história que tende a ser esquecida. Possivelmente, o vídeo é uma boa opção de que não se perca essa memória que foi parte constituinte do desenvolvimento sócio-econômico do município”, destaca Malheiro.

As entrevistas e depoimentos estão disponíveis no link do artista: https://www.youtube.com/user/edilbertto11 ou no link: https://www.youtube.com/channel/UCnYi_ES5pcZqFvtI1LPxf7g

O álbum “A Gaita de Nossa Terra” traz 13 músicas escritas por Beto Malheiros, com Império dos Parreiras, Aquerênciado na Criúva, Família Gaúcha, Eu Sou Daqui, A Gaita da nossa Terra, Sob o céu de Bento Gonçalves (Hino de Bento Gonçalves), Imortal Todeschini, O Rei do Disco, Pendrive de Vanera, Missa Crioula, Rádio Antigo, Por motivos de Saudade e Vaneira da Benzedeira.

Malheiros destaca que esse é o momento de “mostrar a cara e confirmar que a comunidade é que elege o artista que vai lhe representar. E como estou a 19 anos em Bento, e me sinto filho adotivo dessa terra, com certeza estou preparado para representar esse povo, na minha área que é a música”.

Para adquirir o CD é preciso entrar em contato com Betto Malheiros (54) 9.9993.0988


Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Divulgação/Betto Malheiros/Crédito: Bruna Ferreira

Deixe um comentário