Rota dos Capiteis mostra potencial do turismo de experiência para público supermercadista

Epicentro de negócios para o setor supermercadista entre os dias 09 e 10 de abril, a Convenção Regional de Supermercados, promovida pela Associação Gaúcha de Supermercados e, pela primeira vez, realizada em Bento Gonçalves, é, também, vitrine para outro ponto forte da região: o turismo. Recebendo profissionais do segmento vindo de diversas localidades do estado e pontos do país, o encontro convida os visitantes para apreciar as inúmeras opções de roteiros oferecidas na microrregião.

Até mesmo durante o circuito pelo Parque de Eventos de Bento Gonçalves, onde ocorre a programação da feira, é possível conhecer alguns dos atrativos turísticos da Serra gaúcha. Em um espaço temático, a Rota dos Capiteis, por exemplo, apresenta-se ao público supermercadista como novidade para quem deseja participar de novas e marcantes experiências na região. O estande do roteiro na feira na Convenção Regional de Supermercados traz informações detalhadas sobre sua proposta, que explora os traços cultural e religioso da imigração italiana na região, reunindo 10 cidades em tornos de templos nas estradas do interior dos municípios.

A Rota dos Capiteis é composta de vários microrroteiros, coligados a um roteiro principal, que os turistas poderão fazer de carro, a pé ou de bicicleta. “Estamos trabalhando para entregar uma rota verdadeiramente da Serra gaúcha, que promoverá turismo de experiência e desenvolvimento regional”, conta Marijane Paese, presidente do Conselho Superior do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves, entidade que coordena o projeto juntamente com os dez municípios participantes. Integram a Rota dos Capiteis Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Santa Tereza, Pinto Bandeira, Garibaldi, Carlos Barbosa, Coronel Pilar, Boa Vista do Sul, Imigrante e Farroupilha.

Ao todo, serão aproximadamente 1 mil quilômetros enveredados por verdadeiras trilhas espirituais, passando por cerca de 500 templos. Os roteiros estão sendo criados seguindo as regras estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), visando a segurança do turista, e em breve receberão a sinalização indicativa para facilitar seu percurso.

Projeto de caráter cultural, a Rota dos Capiteis surgiu como forma de valorizar e, principalmente, preservar igrejas, capelas, grutas e capitéis, alguns deles presentes na paisagem serrana há mais de um século. Sua concepção está inspirada na data e integra a agenda das comemorações dos 150 anos da imigração italiana no Rio Grande do Sul, em 2025.


Informações EXATA Comunicação