Prefeitura estuda implantação de plataforma para rastrear contágio da Covid-19

Nas ações de combate a disseminação ao coronavírus a Prefeitura de Bento Gonçalves foi pioneira com a criação do protocolo de segurança através do Selo “Ambiente limpo e seguro”, que hoje já reúne 86 empreendimentos turísticos. Também, foi criado o Observatório Turístico de enfrentamento à Covid-19. Agora a administração Municipal, junto com o Observatório Turístico, estuda a implantação de uma nova plataforma, a Smart Tracking, que visa auxiliar na contenção da propagação do vírus, ainda no período de incubação da doença.


A plataforma não identifica os usuários e foi desenhada de acordo com as regras da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Nesta quinta-feira, 23, o Prefeito Guilherme Pasin e o Secretário de Turismo, Rodrigo Ferri Parisotto apresentaram a plataforma para os presidentes e representantes de entidades do comércio, indústria, turismo, alimentação, transporte, entre outros.

De acordo com a CEO da Smart Tour Brasil, Jucelha Carvalho o mapeamento leva em conta estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços por onde a pessoa tenha passado por até 15 dias antes do diagnóstico. A informação serve para alertar as autoridades sanitárias e os próprios donos dos empreendimentos sobre a ocorrência de pessoa contaminada, medida considerada importante para tomada de ações de prevenção. Outras pessoas que tenham passado pelos mesmos ambientes no dia e horário que o paciente testado positivo passou também serão avisadas.

“Um dos objetivos do Smart Tracking é que as pessoas se sintam mais seguras. Sabemos que um dos maiores problemas do setor de saúde é identificar os contatos durante o período de incubação da doença, pois a pessoa não tem qualquer sintoma. Para haver sucesso nessa iniciativa todos devem trabalhar em conjunto, como uma rede de cooperação e com isso gerar o máximo de segurança à população local neste momento tão delicado pelo qual passamos”, destaca a CEO.

O Secretário de Turismo salientou que a ferramenta não tem custo e com operação simples, os estabelecimentos comerciais se cadastram na plataforma e recebem para impressão um QR Code, que fica à vista dos clientes. “Basta fazer um rápido cadastro e o cliente passa a integrar o banco de dados, sem a necessidade de baixar aplicativos. E sempre que ele for a um novo estabelecimento, lê o QR Code do local, como uma espécie de check-in”.

O Prefeito Guilherme Pasin destacou que o sistema permite envio de alertas a pessoas que puderam ter contato com pessoas contaminadas, sem que haja acesso aos dados pessoais. “Estamos buscando maneiras de ter uma retomada da nossa economia, e poder controlar a disseminação do vírus, aliada a todas as medidas que os empreendimentos estão tomando, é uma das principais ações. Teremos a nossa população protegida e com segurança, com um sistema gratuito para a comunidade, que, sem invadir a privacidade dos usuários, oferece a possibilidade de rastrear possíveis contatos com pessoas infectadas, ajudando a conter a propagação da doença”, ressalta.  

No Brasil, a plataforma é utilizada em Florianópolis, São Bento do Sul, Itapiranga, além de Gramado. Na Europa a cidade de Aveiro, em Portugal, onde a startup tem sede atualmente na IEMA – Incubadora de Empresas do Município de Aveiro. O papel da comunidade na contenção do vírus é crucial.

Cada um fazendo sua parte e contribuindo para a redução da disseminação do vírus, ajudará a salvar vidas. Após estudo de viabilidade, a plataforma deve ser implantada no Município nas próximas semanas. Estiveram presentes no encontro Centro da Indústria Comércio e Serviços (CIC-BG), Sindilojas, Sindibento, Ascon, OAB Bento Gonçalves, Apescont, SIMME, Sindmóveis, Movergs, Simplav, Sindal, Segh, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, empresas de transporte, Bento Convention Bureau.

Importante saber

-A plataforma Smart Tracking não irá gerar custos ao Município;

-O cidadão não é obrigado a se cadastrar no sistema;

-A plataforma não identifica os usuários e foi desenhada de acordo com as regras da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD);

-O Município não tem acesso aos dados, nem os estabelecimentos;

-O cidadão receberá uma mensagem com todas informações para caso tenha sintomas;


Assessoria de Comunicação Social Prefeitura 

Foto: Emanuele Nicola

Deixe uma resposta