“Faces da Mulher na Região Colonial Italiana” será lançado nesta sexta, 30

faces da mulher

Carl Gustav Jung, provérbios dialetais e a mulher colonial italiana. O encontro entre a linguagem, o psiquiatra e psicoterapeuta suíço e a presença feminina na imigração é o diálogo que a autora Maria Cristina Filippon traz a lume nesta investigação que resultou no livro “Faces da Mulher na Região Colonial Italiana”, que será lançado nesta sexta-feira, 30, às 18h30, na Livraria Aquarela. 

De caráter interdisciplinar, a obra traça um retrato que permite conhecer um pouco mais sobre a figura feminina que sempre se fez presente na imigração italiana e sua fundamental participação para o desenvolvimento da região de cultura italiana no nordeste do RS. Os saberes, fazeres e poderes femininos se revelam num contexto privado e cultural que se materializam nos aspectos sociais, políticos, econômicos e históricos.

Maria destaca que o percurso teórico e analítico percorrido traz uma nova abordagem que amplia a dimensão simbólica e participativa da mulher imigrante italiana na elaboração identitária no município: “Não existe uma verdade absoluta, mas em todo tempo e nos mais variados contextos, existe uma verdade a ser desabrochada, dita ou questionada. Cabe a nós encontrar a visão adequada, um método pertinente e as ferramentas para desvendá-la”.

O livro, contemplado pelo Fundo Municipal de Cultura, contém ilustrações de Ernani Cousandier. Maria Cristina Filippon é natural de Bento Gonçalves e descendente da quarta geração de imigrantes italianos. Psicóloga formada pela PUCRS, Especialista em Psicologia Escolar, Mestre em Letras e Cultura Regional pela UCS, foi professora da rede pública do RS, e, atualmente, é professora universitária e Psicóloga Clínica.

Serviço:

O que: Lançamento do livro “Faces da Mulher na Região Colonial Italiana” de Maria Cristina Filippon

Quando: 30 de novembro

Horário: 18h30

Onde: Aquarela Livraria e Papelaria – Avenida Planalto, 1115

Assessoria de Comunicação Social

Imagens: Divulgação/Maria Cristina Filippon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *